sexta-feira, 30 de Janeiro de 2009

Fazer um relatório científico


Um Relatório Científico

Um relatório científico serve para comunicar os resultados finais de um trabalho laboratorial de investigação, de estudo, de pesquisa, etc.
Deverá ser um relato completo que possa permitir a qualquer pessoa que o leia adquirir uma visão global do estudo efectuado, fornecendo de modo objectivo a informação mais relevante.



Como elaborar um relatório científico


A Apresentação


O aspecto geral e qualidade gráfica do relatório têm importância. Por isso deve evitar-se rasurar, riscar ou utilizar corrector.
Apertar a letra, diminuir o espaço entre linhas, ocupar as margens, e utilizar vários tipos de letra, tornará a leitura difícil e a apresentação pouco atraente.


É importante deixar-se sempre margens interiores (esquerdas) e superiores com, aproximadamente, três centímetros e margens exteriores (direitas) e inferiores com, aproximadamente, dois centímetros.


O relatório deve ter uma capa. Se for pequeno, pode dispensar uma encadernação.
A capa não deve ser enfeitada ou embelezada.


Deve conter a informação seguinte pela ordem indicada:

1º - nome da instituição onde a investigação foi realizada,

2º - título do trabalho, (destacado com letra maior ou sublinhado),

3º - nome do(s) autor(es) e identificação do(s) mesmo(s),

4º - âmbito de realização o trabalho (disciplina, projecto, etc.),

5º - local e data.

O título deve dar uma indicação clara do assunto tratado explicitando o problema resolvido. Na maioria das vezes pode utilizar-se o título do protocolo experimental.

A linguagem deve ser cuidada e cientificamente correcta.
A escrita de símbolos e fórmulas químicas, bem como de unidades e grandezas, obedecem a regras e normas que devem ser respeitadas.
No discurso utilizado pode optar-se por um estilo impessoal, plural ou narrativo. A utilização do tempo verbal passado justifica-se por se estar a relatar acontecimentos já ocorridos.



A Estrutura do Relatório


Pode optar-se por uma estrutura que inclua: Resumo, 1-Objectivo, 2-Introdução, 3-Procedimento Experimental, 4-Resultados e 5-Conclusão e Crítica dos Resultados. Estas diferentes partes do relatório são identificadas com subtítulos.
O Relatório de trabalho científico deverá ainda obrigatoriamente incluir a bibliografia que foi utilizada. Poderá ainda ter anexos e/ou apêndices.



Resumo


Deverá conter de forma sucinta as questões ou informações mais importantes referidas no relatório, ou seja, explicará a finalidade do trabalho, descreverá o método utilizado apresentará os principais resultados, conclusões.
Esta parte do relatório só deve ser feita no final, pois só nessa altura é possível ter a visão global de todo o relatório, embora esteja localizado logo no início do relatório.


1- Objectivo


Deverá indicar de modo claro e breve quais são os objectivos do trabalho, ou seja, qual é o problema a ser resolvido.


2- Introdução


A introdução deve apresentar o tema geral do trabalho experimental, ou seja as suas premissas teóricas.
Pode indicar alguma informação acerca do tema em estudo, nomeadamente, parâmetros com as quais se pretende comparar os resultados obtidos e as previsões, ou seja, os resultados que se esperam obter.
A maior parte das vezes 3 ou 4 parágrafos, bem escritos e fundamentados em bibliografia adequada, são suficientes para introduzir o assunto a tratar.



3- Procedimento Experimental


Salvo indicação contrária, não é necessário indicar a lista de material utilizado no trabalho uma vez que esta já existe na planificação do trabalho experimental (protocolo). No entanto, se o método se basear na utilização de um determinado aparelho - método Instrumental - deve indicar-se o tipo de aparelho utilizado ou a marca/modelo, bem como as suas características técnicas mais importantes (alcance, tolerância, etc.). Se foi necessária uma montagem de equipamentos, deve apresentar-se um desenho esquemático da mesma e respectiva legenda.
Não é necessário fazer um relato detalhado de todos os passos seguidos. No entanto será importante fazer um resumo do procedimento experimental, onde se seleccionem apenas os passos fundamentais. Se os passos essenciais forem devidamente justificados então estaremos a fundamentar a técnica utilizada.
Devem referir-se as alterações/adaptações ao protocolo.



4- Resultados


A apresentação dos resultados deve constituir uma compilação do conjunto de dados/resultados/observações obtidos durante a realização experimental. Sempre que possível, devem ser apresentados em tabelas, quadros, esquemas ou gráficos.
Muitas vezes a apresentação dos resultados resume-se à caracterização das amostras obtidas e/ou às observações efectuadas durante a realização do trabalho.
A análise dos resultados não deverá ter um carácter interpretativo, deverá limitar-se a destacar os resultados considerados mais evidentes ou dar-lhes uma forma mais compreensível, geralmente através do seu tratamento matemático, estatístico ou gráfico. Nestes casos, deve apresentar-se apenas um exemplo claro e bem explicado de cada cálculo efectuado.
As medições efectuadas e os resultados de cálculos devem apresentar-se sempre com as respectivas unidades e com o número de algarismos significativos correcto ou com as incertezas respectivas.



5- Conclusão e Crítica dos Resultados


Será necessário realçar os principais resultados e comentá-los de um ponto de vista crítico, traduzindo a opinião do autor sobre o seu interesse e qualidade. Isso implica avaliar se estes são aceitáveis tendo em consideração os objectivos iniciais do trabalho e aquilo que estava previsto ou estipulado, o que, por vezes, envolve uma comparação entre os dados obtidos experimentalmente e a informação bibliográfica. No final desta avaliação deve apresentar-se, claramente, a resposta ao problema enunciado na introdução.
Os fenómenos ou resultados imprevistos devem ser aqui referidos e, sempre que possível, interpretados.
Devem apontar-se as possíveis causas de afastamento dos resultados em relação ao que era esperado (erros/incertezas experimentais? de que tipo? de que grandeza? Quais os mais importantes? Haverá deficiências do método utilizado?). Quando o objectivo do trabalho for utilizar uma determinada técnica experimental, deverão ser indicadas as dificuldades sentidas e limitações identificadas.
Podem ser apresentadas recomendações a tomar em função dos resultados obtidos, sugestões para investigações posteriores ou ainda, alterações ao procedimento seguido ou à técnica utilizada.

3 comentários:

Anónimo,  2 de Fevereiro de 2010 às 14:10  

Muuito bom seu post, ajuda bastante!!!

Anónimo,  22 de Agosto de 2010 às 20:28  

muito bem!!! mandou ver!!!

Anónimo,  12 de Novembro de 2011 às 13:41  

Cara, me ajudaste prá caramba, obrigado.

Enviar um comentário

  © Blogger template Coozie by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP